Faculdade de Ciências
Página inicial › Departamentos › Física › Laboratórios › de Pesquisa
Laboratórios de Pesquisa

Requisição de Serviços Técnicos de Lab. de Pesquisa (Requisição STLP)

   A Requisição STLP deve ser utilizada por todos os docentes e pesquisadores do Departamento de Física que necessitem de serviço técnico na área de informática e interface com equipamentos, computadores, bem como suporte básico (eletricidade, dados digitais, redes, segurança, organização e controle) de apoio às pesquisas desenvolvidas em seus respectivos laboratórios.

   Para acessá-la, clicar no link acima (em breve) e preencher a requisição com os dados necessários, salvando e imprimindo em seguida ou salvando e enviando anexo em e-mail para o Técnico Responsável pelo serviço (e-mail: almeida@fc.unesp.br). A data de requisição é atualizada ao salvar o documento.

   Não esquecer de preencher todos os campos do requisitante (o número da Requisição STLP será preenchido pelo Técnico), justificando a prioridade quando for o caso, assinar a Requisição impressa e entregar diretamente para o Técnico ou na Sala 6 da Central de Laboratórios de Pesquisa (CASCA). Quando a Requisição for enviada por e-mail, o Técnico entrará em contato para assinatura, no andamento ou posterior à conclusão do serviço prestado.

Dúvidas e Sugestões

Responsável: Eduardo Almeida
E-mail: almeida@fc.unesp.br
Ramal: 7663 (período da tarde)
Local: Centro de Simulação e Modelagem Computacional

 

Laboratórios

Laboratório de Caracterização Óptica

Laboratório de Filmes Semicondutores

Laboratório de Relaxações Anelásticas

Laboratório de Fenômenos Eletro-Óticos

Laboratório de Caracterização de Materiais Dielétricos

Laboratório de Bioprocessos

Laboratório de Materiais Supercondutores e Nanoestruturados (LMSCN)

Laboratório de Caracterização Eletro-Ótica de Materiais

Laboratório de Física Computacional e Teórica (LFCT)

Laboratório Multi Usuário - Difratômetro de Raios X e Análises Térmicas

Laboratório de Novos Materiais e Dispositivos (LNMD)

Centro de Modelagem e Simulação Computacional

Laboratório de Materiais Avançados

Laboratório de Novos Materiais e Dispostos

Laboratório de Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV)

Oficina Mecânica

 

Laboratório de Caracterização Óptica

   O laboratório está preparado para a realização de caracterização óptica usando as técnicas de fotoluminescência, fotoluminescência de excitação e espectrosopia Raman, em altas e baixas temperaturas. Ele se destina, prioritariamente, ao estudo de heteroestruturas semicondutoras largamente utilizadas em dispositivos opto-eletrônicos. Os projetos em andamento prevêm relacionar as propriedades ópticas com as características estruturais destes sistemas. No entanto, o laboratório está apto a estudar, também, semicondutores amorfos, materiais poliméricos, cerâmicos e outros.

Topo

 

Laboratório de Filmes Semicondutores

   O laboratório tem por objetivo o estudo de filmes de semicondutores, em especial o GaAs e o GaSb amorfos, e seus processos de cristalização. Estudamos processos de preparação destes filmes com estrutura desordenada e, também, propriedades físicas dos filmes produzidos como condutividade elétrica, energia de ativação, coeficiente de absorção óptico, índice de refração, gap de energia, foto-luminescência, espalhamento Raman e difração de raios-X . Estes filmes têm interesse acadêmico por envolverem a estrutura eletrônica de sólidos desordenados cuja teoria encontra-se em fase de desenvolvimento e apresentam potencial aplicação na indústria eletrônica para construção de células foto-voltáicas, lasers semicondutores, transistores de filmes finos e outros dispositivos de dimensões reduzidas, a custos mais baixos que os materiais tradicionalmente utilizados. A participação de estudantes e bolsistas é fundamental para o desenvolvimento das pesquisas do laboratório e para a difusão dos conhecimentos gerados.

Topo

 

 

Laboratório de Relaxações Anelásticas

   O Laboratório de Relaxações Anelásticas foi implantado em 1990 e foi um dos primeiros Laboratórios de Pesquisa da Faculdade de Ciências. No laboratório, podemos estudar a dinâmica de defeitos atômicos e de todas as excitações que levam a distorções locais da rede por meio de medidas de espectroscopia anelástica (perda da energia elástica e módulo de elasticidade dinâmico). Nestes mais de quinze (15) anos de atividade, o apoio da FUNDUNESP, do CNPq e, principalmente, da FAPESP foram de fundamental importância para o desenvolvimento de mais de vinte (20) projetos de pesquisa, cujos resultados foram divulgados em periódicos de circulação nacional e internacional qualificados pela Capes como nível A. A formação de recursos humanos é uma preocupação constante do laboratório, que pode ser comprovada pelas mais de trinta (30) orientações de iniciação científica e mestrado concluídas.

Topo

 

Laboratório de Fenômenos Eletro-Óticos

   São realizados experimentos óticos e eletro-óticos em diversos materiais, investigando a resposta à excitação ótica, principalmente com relação a mudança nas propriedades elétricas. Experimentos principais: fotocondutividade, absorção ótica e corrente de despolarização termicamente estimulada. Dentre os materiais estudados destacamos: cristais de alexandrita natural e sintética e filmes e cristais de halogenetos alcalinos. Esses materiais são utilizados principalmente como meios ativos para lasers. Também desenvolvemos pesquisa em GaAs dopado com Yb e Er (terras raras), de utilização crescente em transmissão por fibra ótica, onde podem ser usados para emissão de sinais.

  • Ramal: 6429
  • Apoio: FAPESP; MCT-PRONEX - Núcleo de Ótica Básica e Aplicada de São Carlos
  • Coordenadores: Profª. Drª. Elisabete Aparecida Andrello Rubo (rubo@fc.unesp.br); Profª. Drª. Ligia de Oliveira Ruggiero (ligia@fc.unesp.br); Prof. Tit. Luís Vicente de Andrade Scalvi (scalvi@fc.unesp.br); Profª. Drª. Rosa Maria Fernandes Scalvi (rosama@fc.unesp.br)

Topo

 

 

Laboratório de Caracterização de Materiais Dielétricos

   O Laboratório tem como principal objetivo produzir novos materiais dielétricos por evaporação térmica e caracterizá-los pela técnica de transmitância, reflectância ou absorção ótica, com a finalidade de aplicação em filtros óticos e meio ativo para laser. Para este objetivo, o laboratório possui uma evaporadora (Auto 306 da EDWARDS, com vácuo de 10-6 Torr) e um espectrofotômetro (Cary 1G) que trabalha no intervalo de 190nm a 900nm. Os trabalhos aqui desenvolvidos contam com a colaboração do Prof. Dr. Máximo Siu Li do Instituto de Física de São Carlos - USP, do Prof. Tit. Luís Vicente de Andrade Scalvi do Departamento de Física - UNESP - Campus de Bauru e alunos de iniciação científica.

  • Ramal: 6387
  • Apoio: CNPq; FAPESP
  • Coordenador: Profª. Drª. Ligia de Oliveira Ruggiero (ligia@fc.unesp.br)

Topo

 

 

Laboratório de Bioprocessos

  • Ramal: 6426
  • Apoio: FAPESP
  • Coordenador: Profª. Drª. Neusa Maria Pavão Battaglini (neusapb@fc.unesp.br)

Topo

 

 

Laboratório de Materiais Supercondutores e Nanoestruturados (LMSCN)

   O objetivo do LMSCN é o desenvolvimento ou o aperfeiçoamento de materiais especiais que sejam utilizados na condução ou na geração de energia limpa. Os materiais são sintetizados ou processados por diferentes métodos, tais como os de solução (Sol-gel, Poliol e Citratos) ou por reação no estado sólido. A infraestrutura do laboratório conta com uma sala de preparação de amostras (capela de exaustão, cortadeira diamantada, estufa, agitadores/aquecedores, moinho de bolas, peneiras, prensa manual, balança semi-analítica e aparelho de refluxo), uma sala de fornos (2 fornos tubulares e 2 fornos mufla - 1200°C) e uma sala de medidas elétricas em baixa temperatura (criostato de ciclo fechado de hélio - Displex). Os objetos de estudo são materiais supercondutores cerâmicos e intermetálicos e óxidos funcionais nanoestruturados (TiO2, SnO2 e ZnO).

Topo

 

 

Laboratório de Caracterização Eletro-Ótica de Materiais

Topo

 

 

Laboratório de Física Computacional e Teórica (LFCT)

   Este laboratório possui equipamentos de informática que auxiliam nas atividades dos pesquisadores teóricos que trabalham na linha de pesquisa de Modelagem e Simulação de Materiais do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Materiais da UNESP, assim como em outros temas envolvendo simulações computacionais em Física Teórica. Atualmente as atividades de pesquisa desenvolvidas no LFCT e seus respectivos coordenadores são:

Grupo de Física de Materiais e Biomoléculas
   O trabalho aqui desenvolvido procura entender e correlacionar a estrutura eletrônica de biopolímeros e biomoléculas com as suas aplicações, bem como a interação entre estes materiais com superfícies e proteínas.

 Estudo da Dinâmica de Vórtices em Supercondutores de Alta Temperatura Crítica do Tipo II
   O problema do transporte não-linear através de um meio supercondutor incluindo desordem tem atraído muito a atenção de experimentais e teóricos devido aos interessantes fenômenos espaço-temporais. Estes efeitos surgem devido à competição entre as interações e a desordem. Em particular, a dinâmica de um meio elástico em movimento que é distorcido pela desordem tem sido estudada, tanto teoricamente quanto experimentalmente. O nosso interesse está no estudo das propriedades dinâmicas das estruturas de fluxo magnético em supercondutores do tipo II com desordem aleatória. Uma correta descrição do sistema deve incluir uma análise tridimensional assim como uma análise detalhada das forças de depinning e desordem nas diferentes fases do sistema tridimensional.

Vórtices em Supercondutores com um Defeito Colunar
   Em 1970, G. S. Mkrtchyan e V. V. Shmidt desenvolveram um trabalho pioneiro em supercondutores com defeitos colunares produzidos artificialmente. Quando vórtices penetram na amostra, eles serão capturados pela cavidade. Inicialmente não exite barreira para entrada de fluxo. Uma vez que o primeiro vortice é capturado pela cavidade, uma barreira para penetração de fluxo aparece. Mkrtchyan e Shmidt determinaram uma relação muito simples entre o número máximo (saturação) de vórtices que entra no defeito colunar e os comprimentos fundamentais, isto é, n=r/xi, onde r é o raio da cavidade cilíndrica e xi é o comprimento de coerência. Esta regra de ocupação da cavidade é válida no limite em que o tamanho desta é muito menor que o comprimento de penetração de London. Em nosso trabalho, investigamos a validade da regra de MS em outras situações.

Coordenador: Prof. Dr. Momotaro Imaizumi
   O trabalho utiliza a simulação computacional usando cálculo de primeiros princípios de estrutura eletrônicas para estudar as propriedades eletrônicas, estruturais, magnéticas e térmicas de compostos intermetálicos, óxidos, ligas metálicas e manganitas através dos códigos computacionais Wien97 e Wien2k.


Estudo Numérico de Sistemas de Elétrons Fortemente Correlacionados em Baixa Dimensionalidade
   Estuda modelos de elétrons fortemente correlacionados para os quais calculamos o diagrama de fases magnético/eletrônico, o qual interpretamos do ponto de vista de resultados experimentais (Estado Sólido) e/ou do estudo de fenômenos críticos (Mecânica Estatística). Para extrair as propriedades de um modelo, utilizamos a diagonalização numérica de redes de tamanho finito através do Método de Lanczos e dos Algorítmos do Grupo de Renormalização da Matriz Densidade (DMRG). Trabalhamos com sistemas de baixa dimensionalidade, tipicamente uma ou duas dimensões, com ênfase no estudo dos efeitos quânticos.

  • Ramal: 6184
  • Apoio: FAPESP; FINEP; FUNDUNESP
  • Coordenador: Prof. Dr. André Luiz Malvezzi (malvezzi@fc.unesp.br )
  • Local: Sala "Giomal Aparecido Antônio" (Sala 41)

Topo

 

 

Laboratório Multi Usuário - Difratômetro de Raios X e Análises Térmicas

  • RIGAKU DMAX ULTIMA+ (Difratômetro de Radiação Cukα)
    * Método do pó e filmes finos
    * Número de usuários: 50/60
  • STA 409 NETZSCH
    * Análises DTA/TGA feitas simultaneamente até 1600°C
    * Atmosfera dinâmica: fluxo de argônio, nitrogênio, oxigênio ou ar sintético
    * Número de usuários: 10

 

  • Ramais: 7667 (laboratório); 7657 (responsável)
  • Coordenadora: Profª. Drª. Dayse Iara dos Santos (dayse@fc.unesp.br)

Topo

 

 

Centro de Modelagem e Simulação Computacional

   O Centro de Modelagem e Simulação Computacional (CMSC) visa prover um ambiente intelectual e interativo para estudantes, professores e pesquisadores em atividades multidisciplinares em educação e pesquisa na análise e previsão de propriedades físicas e químicas de materiais. A Modelagem Computacional de Materiais é uma área de pesquisa teórica em que se pretende prever as propriedades de novos materiais, idealizados a partir de determinadas propriedades desejadas. Já a Simulação Computacional de Materiais é diferente no sentido que se buscar descrever computacionalmente as propriedades de um determinado material já existente. São áreas em que se misturam recursos provenientes de diversos domínios do conhecimento e no mínimo envolve Física, Química, Matemática e Computação. Pode envolver também Biologia, Engenharia, Estatística, Farmácia e Medicina. Como se vê, o CMSC atua em uma área que atende ás exigências atuais de multidisciplinaridade da pesquisa e da formação de recursos humanos.

  • Ramal: 7663
  • Apoio: CNPq; FAPESP
  • Coordenador: Prof. Dr. Pablo Antonio Venegas Urenda (venegas@fc.unesp.br)

Topo

Laboratório de Materiais Avançados

  • Ramal: 6184
  • Coordenador: Prof. Adj. Paulo Noronha Lisboa Filho

Topo

Laboratório de Novos Materiais e Dispositivos

  • Ramal: 6375
  • Coordenador: Prof. Tit. Carlos Graeff 

Topo

Laboratório de Microscopia Eletrônica de Varredura

  • Ramal: 7664
  • Coordenador: Prof. Tit. Carlos Roberto Grandini

 

Topo

Oficina Mecânica

   Oferece assistência técnica aos Laboratórios Didáticos e de Pesquisa.

Topo

Atualizada em 10/03/2014 às 17:56 - Responsável: Fabricia Batista Lelis